Offline

Aeroporto de Maringá tem contas aprovadas pelo TCE e MP sem ressalvas
12/06/2024 09:26 em Notícias de Maringá

O Aeroporto de Maringá é destaque pelos investimentos e avanços conquistados pela Prefeitura de Maringá nos últimos anos. Além das melhorias, o município garante uma gestão eficiente e transparente no Aeroporto. Pelo sétimo ano consecutivo, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) aprovou por unanimidade e sem nenhum ressalva as contas do Aeroporto Regional de Maringá relativas ao exercício financeiro de 2023. A decisão também foi referendada pela procuradoria do Ministério Público. 

 

O prefeito Ulisses Maia destacou o trabalho desenvolvido pelo município e que transformou a realidade do Aeroporto de Maringá nos últimos anos. “Investimos em novos equipamentos e na seriedade, ética e transparência na administração. O Aeroporto, que acumulava um prejuízo histórico, agora gera lucro e tem equipamentos altamente tecnológicos que são encontrados em poucos aeroportos brasileiros. Isso tudo é reflexo de um trabalho sério e que proporcionou uma imagem positiva ao Aeroporto”, afirmou. 

 

No ano passado, pela primeira vez em 14 anos, o município zerou o prejuízo acumulado da Terminais Aéreos de Maringá SBMG S/A, empresa pública municipal que administra o aeroporto. Com lucro líquido, o aeroporto destinou R$ 549 mil em dividendos para a Prefeitura de Maringá, que detém 100% do capital da empresa. Os dividendos são recursos livres e são investidos em melhorias em diversas outras áreas do município.

 

Em 2023, o local bateu recorde em receitas, com mais de R$ 26,7 milhões no acumulado do ano. Em processo contínuo de modernização, o município entregou uma ampla e moderna sala de embarque, com investimento de R$ 1,6 milhão, e também assinou termo de compromisso com o Governo Federal para obras de ampliação e modernização do terminal de passageiros do Aeroporto de Maringá. 

 

No início deste ano, após articulação da Prefeitura de Maringá, o aeroporto começou a operar com o ILS, novo sistema que facilita o pouso de aeronaves em situações de baixa visibilidade, como nevoeiros fortes. No Paraná, apenas Curitiba e Foz do Iguaçu contam com o equipamento e, no Brasil, apenas 36 aeroportos têm o sistema de pouso. A Prefeitura também finaliza a construção da usina de geração de energia fotovoltaica no Aeroporto de Maringá.

 

“O Aeroporto de Maringá, assim como a Prefeitura, tem um Programa de Compliance que reforça a seriedade e compromisso do município com a transparência das contas. No aeroporto, o trabalho envolve auditorias para avaliação de riscos, controle interno, código de conduta e outros instrumentos”, explicou o superintendente do Aeroporto de Maringá, Fernando Rezende. Ele destacou que a aprovação das contas é resultado de um trabalho que recuperou o prestígio do aeroporto, com resultados diretos na ampliação de voos e serviços.

(Texto: PMM. Foto: Thiago Louzada/PMM)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!